» 
Arabic Bulgarian Chinese Croatian Czech Danish Dutch English Estonian Finnish French German Greek Hebrew Hindi Hungarian Icelandic Indonesian Italian Japanese Korean Latvian Lithuanian Malagasy Norwegian Persian Polish Portuguese Romanian Russian Serbian Slovak Slovenian Spanish Swedish Thai Turkish Vietnamese
Arabic Bulgarian Chinese Croatian Czech Danish Dutch English Estonian Finnish French German Greek Hebrew Hindi Hungarian Icelandic Indonesian Italian Japanese Korean Latvian Lithuanian Malagasy Norwegian Persian Polish Portuguese Romanian Russian Serbian Slovak Slovenian Spanish Swedish Thai Turkish Vietnamese

definition - Diadema

definition of Wikipedia

   Advertizing ▼

synonyms - Diadema

Diadema (n.)

coroa

diadema (n.) (Portugal)

coroa de flores, grinalda, guirlanda, terço, coroa  (Brasil)

phrases

   Advertizing ▼

analogical dictionary




Wikipedia

Diadema

                   
Município de Diadema
Diadema

Diadema
Bandeira de Diadema
Brasão de Diadema
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de dezembro
Fundação 1959
Gentílico diademense
Lema Floreat Diadema (latim)
("Floresça, Diadema")
Prefeito(a) Mario Reali (PT)
(2009–2012)
Localização
Localização de Diadema
Localização de Diadema em São Paulo
Diadema está localizado em: Brasil
Localização de Diadema no Brasil
23° 41' 09" S 46° 37' 22" O23° 41' 09" S 46° 37' 22" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Metropolitana de São Paulo IBGE/2008 [1]
Microrregião São Paulo IBGE/2008 [1]
Região metropolitana São Paulo
Municípios limítrofes Norte, Leste e Sul: São Bernardo do Campo;
Oeste: São Paulo.
Distância até a capital 19 km[2]
Características geográficas
Área 30,650 km² [3]
População 386 039 hab. (SP: 14º) –  Censo IBGE/2010[4]
Densidade 12 595,07 hab./km²
Altitude Entre 700 e 800 [5] m
Clima subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH 0,79 médio PNUD/2000 [6]
PIB R$ 9 969 819,000 mil (BR: 41º) – IBGE/2009[7]
PIB per capita R$ 25 066,30 IBGE/2009[7]

Diadema é um município brasileiro do estado de São Paulo. Pertence à Região do Grande ABC, à Região Metropolitana de São Paulo, além da Mesorregião Metropolitana de São Paulo e Microrregião de São Paulo, distante 19 quilômetros a sudeste da capital do estado. Ocupa uma área de 30,695 km²[3] e sua população total é de 386 039 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística,[4] sendo então o décimo quarto mais populoso do estado e quinto de sua microrregião.[4]

A sede tem uma temperatura média anual de 19,6°C. Com uma taxa de urbanização é de 100%, seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,790, considerado como médio em relação ao estado.[6]

Diadema foi emancipada de São Bernardo do Campo no final da década de 1950. A versão de sua etimologia é que o nome seja uma referência ao antigo distrito de Diadema, fundado em 1948, quando ainda era subordinado a São Bernardo do Campo. Com 77 estabelecimentos de saúde, sua principal fonte de renda é o setor de prestação de serviços, tendo o comércio como importante atividade econômica.[7] Diadema é um dos sete municípios paulistas que integram a Região do Grande ABC, região tradicionalmente industrial do estado de São Paulo.

O município conta ainda com uma importante tradição cultural, que vai desde o turismo até o esporte. Seu principal clube de futebol é o Clube Atlético Diadema, fundado em outubro de 2009. Diadema ainda é sede de diversos eventos anuais, além de possuir alguns pontos turísticos, como o Borboletário, o Jardim Botânico, o Museu de Arte Popular e o Observatório Astronômico.

Índice

  História

A história de Diadema começa no final do século XVII, muitos antes de se tornar município.[8]

  Séculos XVII, XVIII e XIX

  Estrada da Vila Conceição. Nessa estrada, passavam os bandeirantes em direção à mina do ouro do Embu.

No século XVII, os portugueses saem de São Vicente com o objetivo de catequizar os indígenas, reunindo grandes lotes de terra, que hoje corresponde ao Centro.[9] Nessa região, antiga Vila da Conceição, hoje Avenida Manuel de Nóbrega, foi construída uma casa feita de taipa conhecida como "Casa Grande", constituída de uma capela dedicada à Imaculada Conceição.[8][9] Mais tarde, Diadema passou a ser um trajeto por onde passavam tropeiros em direção à mina do Embu, então descoberta. Mais tarde, o tráfego dessa mesma passagem se tornou cada vez mais escasso, em uma rota no sentido Santo Amaro-Mogi das Cruzes, devido ao declínio da mineração.[8][9]

Após o abandono das terras pelos jesuítas, a posse dessas terras foi legalizada com 650 alqueires pelo Barão do Tietê, entre 1813 e 1815. Após a morte, essas terras foram divididas entre seus herdeiros, que deram origem a duas glebas: uma na parte leste, denominada "Curral Grande"; e outra na parte oeste, localizada próxima à atual Igreja Matriz, com o nome de "Curral Pequeno". Mais tarde, os bandeirantes criaram em suas rotas a parada de Piraporinha, originada pela gleba do Curral Grande. Com o grande aumento populacional da região, um personagem chamado José Pedroso de Oliveira construiu uma capela, Bom Jesus da Pedra Fria, em 1830 que contou com um pequeno número de devotos, e trinta anos depois (1860), uma pequena capela localizada próxima à capela Bom Jesus da Pedra Fria (Senhor Bom Jesus de Pirapora) é arquitetada e construída.[8][9]

  Século XX e história recente

Em 1900, no finalzinho do século XIX, é construída uma serraria a vapor, cujo proprietário era Antônio Piranga, que era filho de José Pedroso. No início do século XX, a antiga rota dos tropeiros (Estrada da Vila Conceição) começa a passar por um processo de industrialização e urbanização. A serraria a vapor funcionou durante vinte anos (até 1920), abastecendo uma indústria que produzia móveis em São Bernardo do Campo. Em 1926, a atual região correspondente ao bairro de "Eldorado" foi inundada, formando a "Baía do Eldorado". No mesmo terreno onde a serraria havia sido construída, ocorreu a criação de lotes de terra, originando a Vila Conceição, com uma área de 165 alqueires, que foram loteados por volta da década de 1940. As antigas vilas de Eldorado, Conceição e Piraporinha foram os três primeiros núcleos habitacionais de uma região localizada a sul de São Paulo, que depois passaria a se chamar Diadema. Hoje, esses três vilarejos são representados por três coroas na bandeira municipal.[8][9]

Por meio da lei estadual n° 233, de 24 de dezembro de 1948, o distrito de Diadema, na época pertencente a São Bernardo do Campo, é criado. Em 18 de fevereiro de 1953, Diadema torna-se município de São Paulo, desmembrando-se de São Bernardo do Campo. Hoje o município é formado pelo distrito sede, antigo distrito de Diadema.[8]

A predominância do espaço rural foi e está sendo substituída pelo urbano, para atender às exigências da expansão urbana, dada pelo aumento das atividades produtivas na cidade (indústria, comércio e serviços) e pelo aumento da demanda habitacional, gerado pela concentração populacional. O limite entre o campo e a cidade está deixando de ser visível e a população do campo vem decrescendo a cada ano.[10]

Com o crescimento da maioria dos municípios brasileiros, o IBGE dividiu os municípios em microrregiões. O município pertence à Microrregião de São Paulo, que reúne oito municípios. São eles: São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Em 2010 sua população foi recenseada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em cerca de 13 557 036 habitantes em uma área total de 5 790,8 km². Localiza-se na Mesorregião Metropolitana de São Paulo.[11]

  Geografia

A área de Diadema é de 30,65 quilômetros quadrados, representando 0,0123% do território paulista, 0,0033% da área do sudeste e 0,0004% de todo o território nacional.[12] Desse total 27,3705 km² estão em perímetro urbano.[13] Seus municípios limítrofes são São Paulo a oeste e São Bernardo do Campo em todas as outras direções cardeais.[14]

  Relevo e hidrografia

  Vista aérea da Represa Billings

O relevo diademense é caracterizado por ser acidentado, com poucas áreas planas, marrotes alongados e pequenas colinas.[15][16] O município está situado a uma altitude de 830 metros acima do nível do mar.[17] Sua altitude mais alta está registrada no Jardim Santa Cândida (865 m), enquanto a Vila Idialópolis, no bairro de Piraporinha, registra a menor.[16]

O município está localizado junto à Bacia Hidrográfica do Alto Tietê,[18] que abrange cerca de 36 municípios, em uma área total de 5 650 km², tendo como principais cursos d'água os rios Tietê, Tamanduateí e Pinheiros;[18] e existem alguns reservatórios, como o Ribeirão do Carmo, Paraitinga, Jundiaí, Billings, Pirapora e Guarapiranga.[18] Grande parte da bacia hidrográfica está orientada para o Noroeste Paulista. O município é formado por vários córregos e ribeirões. O Ribeirão de Couros é o principal deles, com 7 500 metros. Outros córregos são o de Mato Dentro, Floriano, Taboão, Araújo, Grota Funda, Capela, Curral Grande e o Campanário.[16]

O município também é atravessado pela Represa Billings.[18] Essa represa é o maior reservatório da Região Metropolitana de São Paulo, com uma área de mais de dez mil hectares (cerca de 18% da área de sua bacia hidrográfica). Banha, além de Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Paulo. A represa faz limite com a Serra do Mar a sul e a Represa de Guarapiranga a oeste.[19]

  Clima

O clima de Diadema é caracterizado subtropical, assim como na região metropolitana[20] (tipo Cfa segundo Köppen).[21] Esse clima predomina em parte do território brasileiro, predominantemente no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e sul do estado de São Paulo, com um moderado índice de chuvas.[20] Em Diadema, o clima é caracterizado por conter duas estações bem definidas: uma, com inverno ameno e seco, e outra, com verões quentes e chuvosos.[16] Em São Paulo, assim como em grande parte do país, as principais causas das queimadas são a agricultura e os tocos de cigarro jogados nas estradas. As altas temperaturas e o clima seco contribuem para o aumento desses índices.[22] Diadema está localizada em uma zona onde há registros ocasionais de geadas (o fenômeno pode ocorrer esporadicamente), onde as massas de ar polar são muitos fortes.[23]

A temperatura média anual de 19,6°C, tendo invernos amenos, em comparação ao resto do ano, e verões com predomínio de temperaturas altas. Os mês mais quente é janeiro, com uma temperatura média de 23,7°C, sendo a média máxima de 28,2°C e a mínima de 19,2°C. E o mês mais frio, junho, possui média 16,6°C, sendo 11,2°C e 22,1°C as médias máxima e mínima, respectivamente.[24]

A precipitação média anual é de 1 756,6 mm, sendo julho o mês mais seco, quando ocorrem apenas 68,2 mm. Em fevereiro, o mês mais chuvoso, a média fica em 274,5 mm. Durante o período chuvoso são comuns ocorrências de inundações e deslizamentos de terra em algumas áreas, como uma que ocorreu em fevereiro de 2010, causada por uma empresa de concreto, que despejou resíduos em um bueiro e depois havia ido parar em um rio e rapidamente secava; essa empresa já havia sido indiciada pela prefeitura, mas continuou com as ações.[25] Porém, ações tomadas pelas secretarias da prefeitura vêm ajudando na redução das enchentes em Diadema.[26]

Nuvola apps kweather.svg Médias meteorológicas para Diadema, SP Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Média alta °C 19.2 18.7 18 16 13.4 12.9 11.2 12.4 14.4 15.2 16.5 18 14,1
Média baixa °C 28.2 28.1 28.1 25.4 23.3 22.1 22.1 23.4 23.9 24.9 26.4 26.9 25,2
Precipitação mm 218.1 197.0 134.5 310.0 58.3 48.2 29.0 25.2 61.4 119.6 122.0 175.9 1 756,6
Média alta °F 67 66 64 61 56 55 52 54 58 59 62 64 57
Média baixa °F 83 83 83 78 74 72 72 74 75 77 80 80 77
Precipitação polegadas 8.59 7.76 5.3 12.2 2.3 1.9 1.14 0.99 2.42 4.71 4.8 6.93 69,16
Fonte: Tempo Agora (período: 1961-1990)[24]

  Ecologia e meio ambiente

Os índices de áreas verdes por habitantes em Diadema variam, entre 1m² por habitante no bairro Casa Grande até 6m² no Centro. Segundo a prefeitura, o município possui uma média de dez metros quadrados de área verde por habitante.[16] Na zona sul, encontra-se a maior parte das áreas verdes do município, que estão incluídas na Proteção e Recuperação aos Mananciais (APRM), sendo a média inferior nos demais bairros.[16] A responsável por consolidar a polpitica municipal de vegetação e meio ambiente é a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA), criada em 2005, que garante a participação comunitária em um processo de gestão ambiental e pesquisas com caráter científico, cultural, educativo tecnológico. Ela também visa o conhecimento e a difusão da preservação do meio ambiente.[27]

  Demografia

Crescimento populacional de
Diadema[10]
Ano População
1970 78 914
1980 228 663
1991 305 287
2000 357 064
2010 386 039

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população total do município foi de 386 039 habitantes (2010), sendo o 14º mais populoso do estado e o 55º do Brasil apresentando uma densidade populacional de 12 595,07 habitantes por km², a segunda maior do Brasil,[28] superando, inclusive, a densidade demográfica da capital paulista (7 383,11 hab./km²) e a de São Caetano do Sul (9 737,7 hab./km²).[4] Segundo o censo de 2010, 186 752 habitantes eram homens e 199 287 habitantes eram mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, todos os seus habitantes viviam na zona urbana.[4]

O Índice de Desenvolvimento Humano do município é de 0,79 (2000), considerado médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).[6] Seu índice de educação é de 0,901, o índice da longevidade é de 0,749 e o de renda é de 0,721.[6] A renda per capita é de 23 618,26 reais.[7]

O coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, é de 0,37, sendo que 1,00 é o pior número e 0,00 é o melhor. A incidência da pobreza, medida pelo IBGE, é de 43,81%, o limite inferior da incidência de pobreza é de 35,77%, o superior é 51,86% e a subjetiva é 16,03%.[29]

  Religião

Tal como a variedade cultural em Diadema, são diversas as manifestações religiosas presentes na cidade. Embora tenha se desenvolvido sobre uma matriz social eminentemente católica, é possível encontrar atualmente na cidade dezenas de denominações protestantes diferentes.[30] De acordo com dados do censo de 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população de Diadema é composta por: Católicos (67,24%), evangélicos (18,05%), pessoas sem religião (10,24%), espíritas (1,109%) e os demais estão divididas entre outras religiões.[30]

  Política

Assim como ocorre em todos os municípios brasileiros, o Poder Executivo em Diadema é representado pelo prefeito e seu gabinete de secretários, seguindo o modelo proposto pela Constituição Federal.[31] O primeiro prefeito eleito de Diadema foi Evandro Caiaffa Esquível, em 1º de janeiro de 1960.[32] Nos últimos anos o cargo foi ocupado por Mario Reali, do Partido dos Trabalhadores, eleito nas eleições municipais no Brasil em 2008,[33] sucedendo José de Filippi Junior, eleito no segundo turno das eleições municipais de 2004.[34] Por ter mais de 200 mil eleitores, há segundo turno no município quando nenhum dos candidatos obtém a maioria dos votos válidos.[35][36]

O poder legislativo é constituído pela câmara, composta por dezesseis vereadores eleitos para mandatos de quatro anos (em observância ao disposto no artigo 29 da Constituição[37]) e está composta da seguinte forma:[38] três cadeiras do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), uma do Partido Socialista Brasileiro (PSB), duas do Partido Verde (PV), uma do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), uma do Partido Republicano Brasileiro (PRB), cinco do Partido dos Trabalhadores (PT), uma do Partido Comunista do Brasil (PC do B), uma do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e uma do Partido Social Cristão (PSC).[38] Cabe à casa elaborar votar leis fundamentais à administração e ao Executivo, especialmente o orçamento participativo (Lei de Diretrizes Orçamentárias).[31]

O município é sede de uma Comarca[39] e regido por lei orgânica.[31] De acordo com o IBGE, o município possuía 286 240 eleitores em 2006, distribuídos em 649 seções eleitorais.[40]

  Subdivisões

Na década de 1940, Diadema era dividida em quatro bairros (Eldorado, Piraporinha, Taboão e Vila Conceição), todos eles subordinados a São Bernardo do Campo. Em 1948, foi criado o distrito de Diadema, ponto fundamental para a emancipação do município em 1959, por meio de um plebiscito.[41]

Atualmente, o município está dividido em cerca de treze bairros.[16] São eles: Campanário, Canhema, Casa Grande, Centro, Eldorado, Inamar, Paineiras, Piraporinha, Promissão, Serraria, Taboão, Vila Conceição e Vila Nogueira.[9][16] Segundo o censo 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Centro é o bairro mais populoso, com 45 173 habitantes,[16] seguida por Conceição (43 876) e Eldorado (43 571).[16] Em seguida, vêm Campanário (29 630), Serraria (28 832), Inamar (28 733), Casa Grande (28 695), Piraporinha (27 382), Canhema (26 424), Taboão (24 775), Promissão (21 265), Vila Nogueira (20 893) e Paineiras (17 290).[16]

  Economia

  Vista do centro de Diadema.

Diadema é um dos sete municípios paulistas pertencentes à Região do Grande ABC.[42] Essa é uma região tradicionalmente industrial do estado de São Paulo, formada inicialmente por três municípios integrantes da Região Metropolitana de São Paulo: Santo André (A), São Bernardo do Campo (B) e São Caetano do Sul (C). Hoje, é constituída de sete municípios, reunindo os municípios já citados, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Todos esses municípios reúnem uma população total de 2 549 135 habitantes, segundo o censo demográfico de 2010 realizado pelo IBGE.[4]

O Produto interno bruto - PIB de Diadema é o 41º maior do Brasil, o 14° maior do estado e o quarto da Região do Grande ABC,[7] destacando-se na área de prestação de serviços. Nos dados do IBGE de 2005 o município possuía R$ 9 311 879 mil[7] no seu Produto Interno Bruto. Desse total, 1 457 303 mil são de impostos sobre produtos líquidos de subsídios.[7] O PIB per capita é de R$ 23 618,26.[7] Dos 5 565 municípios brasileiros, Diadema ocupa a 47ª colocação no ranking das mais promissoras cidades para se construir uma carreira profissional, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, publicada na revista Você S.A..[43]

O setor primário é o menos relevante da economia de Diadema. De todo o PIB do município, apenas 334 mil reais são o valor adicionado bruto da agropecuária.[7] Por não conter muita participação no setor primário, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2009 o município possuía não possuía nenhum rebanho de bovinos, equinos, suínos, caprinos, asininos, muares, ovinos e aves, (galinhas, galos, frangos e pintinhos).[44] Por isso, o município não produziu nenhum litros de leite, nenhuma dúzias de ovos de galinha e nenhum quilo de mel-de-abelha.[44] Diadema também não prodoziu nenhum produto agrícola, na lavoura temporária de 2009.[45]

O setor secundário é o menos relevante para a economia do município. 3 688 173 mil reais do PIB municipal são do valor adicionado bruto da indústria (setor secundário).[7] Já setor terciário é o mais relevante para a economia municipal. A prestação de serviços rende 4 166 068 mil reais ao PIB municipal.[7] O setor terciário atualmente é a maior fonte geradora do PIB diademense. De acordo com o IBGE, a cidade possuía, no ano de 2008, 9 068 unidades locais, 8 844 empresas e estabelecimentos comerciais atuantes e 222 373 trabalhadores, sendo 117 594 pessoal ocupado total e 104 779 ocupado assalariado. Salários juntamente com outras remunerações somavam 2 205 208 mil reais e o salário médio mensal de todo município era de quatro salários mínimos.[46]

  Estrutura urbana

O município conta com boa infraestrutura. No ano de 2000, tinha 98 140 domicílios entre apartamentos, casas, e cômodos. Desse total 64 758 eram imóveis próprios, sendo 59 895 próprios já quitados (61,93%), 4 863 em aquisição (4,96%) 22 214 alugados (22,64%); 9 054 imóveis foram cedidos, sendo 721 por empregador (0,73%) e 833 cedidos de outra maneira (8,49%). 2 114 foram ocupados de outra forma (2,15%).[47] O município conta com água tratada, energia elétrica, esgoto, limpeza urbana, telefonia fixa e telefonia celular. Em 2000, 99% dos domicílios eram atendidos pela rede geral de abastecimento de água;[48] 94,13% das moradias possuíam coleta de lixo por serviço de limpeza[49] e 98,71% das residências possuíam algum tipo esgotamento sanitário que não fosse por rio ou lago.[50]

  Saúde e educação

Em 2009, o município possuía 77 estabelecimentos de saúde, sendo 49 deles privados e outros 28 públicos entre hospitais, pronto-socorros, postos de saúde e serviços odontológicos. Neles a cidade possui 153 leitos para internação, sendo todos eles privados. A cidade também conta com atendimento ambulatorial com atendimento médico em especialidades básicas, atendimento odontológico com dentista e presta serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS).[51]

O município conta com escolas em várias de suas suas regiões. No ano de 2009, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) das escolas estaduais era de 5,6, enquanto que o índice das escolas municipais era de 5,2.[52] O município contava, em 2009, com aproximadamente 93 753 matrículas, 4 041 docentes e 293 escolas nas redes públicas e particulares.[53] Há ainda três instituições de ensino superior; são elas a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP),[54], ao Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec)[55] e Faculdade Diadema (FAD),[56] além de instituições de ensino técnico, como a Fundação Florestan Fernandes,[57][58] o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai),[59][60] a Escola Técnica Estadual (ETEC),[61][62] Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e do Ministério da Educação (MEC), o índice de analfabetismo no ano de 2000 entre pessoas de 18 a 24 anos de idade era de 1,7%[63] e o de alfabetização era de 93,8%.[17] A taxa bruta de frequeência à escola era de 83,90%, onde 127,330% era a média de pessoas frequentam o fundamental em relação à população de 7 a 14 anos; 105,840% era de pessoas frequentam o ensino médio em relação à população de 15 a 17 anos; e 11,690% de pessoas frequentam curso superior em relação à população de 18 a 22 anos. A taxa bruta de frequência à escola naquele ano era de 86,130%.[64] 8 430 habitantes possuíam menos de 1 ano de estudo ou não contava com instrução alguma.[65]

Educação de Diadema em números [53]
Nível Matrículas Docentes Escolas (total)
Ensino pré-escolar 9 833 464 90
Ensino fundamental 66 117 2 627 156
Ensino médio 1 476 950 47

  Criminalidade e segurança pública

  Brasão da PMSP.

Como na maioria dos municípios médios e grandes brasileiros, a criminalidade ainda é um problema em Diadema. Em 2008, a taxa de homicídios no município foi de 36,3 para cada 100 mil habitantes, ficando na 5ª posição a nível estadual e no 332° lugar a nível nacional.[66] O índice de suicídios naquele ano para cada 100 mil habitantes foi de 3,6, sendo o 183ª a nível estadual e o 1571° a nível nacional.[67]

De acordo com dados do "Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros 2008", também publicado pelo Instituto Sangari, Diadema ocupava a sétima posição entre os dez municípios paulistas com maiores taxas para grupos com cem mil habitantes, com uma taxa de 45,8, sendo menor apenas que Caraguatatuba (70,4), São Sebastião (60,6), Itapecerica da Serra (56,8), Ibiúna (49), Pedro de Toledo (48,4), Juquitiba (46,9) e superando Itaquaquecetuba (45,1), Francisco Morato (45,1) e Embu-Guaçu (43,3).[68]

A queda de homicídios por causas relacionadas à violência urbana se deve às medidas tomadas pela Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMSP), como o Registro Digital de Ocorrência (RDO), adotado em mais 46 municípios do estado de São Paulo. O RDO permite que os boletins de ocorrência (BOs) feitos nas unidades policiais sejam padronizados via intranet, armazenados em bancos de dados e consultados por outros órgãos policiais.[69]

  Serviços, transportes e comunicação

  Terminal de trólebus e ônibus no centro de Diadema.

O serviço de abastecimento de água de toda o município é feito pela Companhia de Saneamento de Diadema (Saned), desde 1995.[70] No final de 2008, a Companhia de Saneamento de Diadema e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP) e o governo do estado assinaram um protocolo permitindo às instituições estadual e municipal os serviços de água e esgoto na Região Metropolitana de São Paulo,[71] mas ambas as empresas não finalizaram o processo para levantamento de dados e não se sabe ainda a dívida exata entre as empresas.[72] Há uma proposta de junção entre Saned-Sabesp,[72] que ainda preocupa funcionários,[73] mas a Câmara Municipal pretende corrigir essa fusão.[74] Já o abastecimento de energia elétrica é feito pela Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo, que atende ainda a vinte e quatro dos trinta e nove municípios da região metropolitana.[75] Ainda há serviços de internet discada e banda larga (ADSL) sendo oferecidos por diversos provedores de acesso gratuitos e pagos. O serviço telefônico móvel, por telefone celular, é oferecido por diversas operadoras. O código de área (DDD) de Diadema é 011[76] e o Código de Endereçamento Postal (CEP) do município é 09900-000.[77]

O município é atendido pelo Grupo Benfica e Mobibrasil [78] O sistema de transporte público em Diadema é feito por dois terminais metropolitanos. São eles: o Terminal Metropolitano Diadema,[79] e o Terminal Metropolitano Piraporinha.[80] A frota municipal no ano de 2009 era de 121 393 veículos, sendo 82 242 automóveis, 3 563 caminhões, 461 caminhões tratores, 5 795 caminhonetes, 591 micro-ônibus, 25 479 motocicletas, 2 717 motonetas, 516 ônibus e apenas 29 trator de roda.[81] Próximo ao município passam a BR-101, que liga Touros, no estado do Rio Grande do Norte, a Arroio Chuí, no Rio Grande do Sul, atravessando doze estados brasileiros, e SP-150, que liga São Paulo ao Porto de Santos, em Santos;[82] outra rodovia que passa por Diadema é a Rodovia dos Imigrantes (SP-160), que liga São Paulo a Praia Grande. Ao todo, essa rodovia tem 58,5 quilômetros de extensão.[82][83][84] Diadema está distante 19 quilômetros de São Paulo.[2]

Há transmissão de canais nas faixas Very High Frequency (VHF) e Ultra High Frequency (UHF). O município conta com algumas rádios, sendo algumas delas com transmissão modulação em amplitude (AM) e outras em modulação em frequência (FM), como a Rádio Imprensa S/A, a Rádio Novo Mundo e a Rádio Novo Mundo Ltda.[85] Existem ainda alguns jornais em circulação, como o Diário Regional,[86][87] o Diário do Grande ABC,[88] o Jornal Folha do Dia[89] e o Jornal de Diadema.[90]

  Cultura

  Apresentação da Companhia de Danças de Diadema (em Votuporanga), órgão do setor cultural do município.[91]

A Secretaria de Cultura é um órgão responsável por estabelecer e atuar na área cultural de Diadema, com o objetivo de promover o estímulo e acesso aos bens culturais, respeitando a diversidade e incluindo a inclusão etária e social. Essa instituição engloba, ao todo, nove bibliotecas, dez centros de memória, em um total de vinte e cinco equipamentos, que são promovidos em todo o município.[92]

Por meio do projeto "Leitura nas Fábricas", a secretaria da cultura vem ampliando sua atuação, tendo como principais parceiros o Governo do Estado de São Paulo, o Serviço Social da Indústria (SESI), O Serviço Social do Comércio (SESC) e o Ministério da Educação (MEC).[92]

  Turismo e eventos

Segundo a prefeitura, o município conta com quatro pontos turísticos: o Borboletário,[93] o Museu de Arte Popular,[94] o Observatório Astronômico,[95] e o Jardim Botânico.[96]

O Borboletário de Diadema foi o primeiro a ser criado na Região Metropolitana de São Paulo. A criação ocorreu em 2005. Com uma área de 190 metros quadrados, o principal objetivo é contribuir com um projeto educação ambiental, que foi desenvolvido pela Secretaria do Meio Ambiente. No local, são liberados entre cinquenta e 250 borboletas semanalmente, em média, além viverem nela duas espécies adultas de insetos. Ainda nela existem aproximadamente trinta espécies de plantas.[93]

O Museu de Arte Popular, cuja sigla é MAP, foi inaugurado em 2007. Nela estão reunidas centenas de obras de importantes artistas populares nacionais, como Aécio de Andrade e João Cândido da Silva. É considerado o primeiro museu de gênero na Região do Grande ABC, localizado no Centro Cultural de Diadema.[94]

O Observatório Astronômico foi inaugurado em 1992, no Bairro Inamar, onde podem ser observados astros, planetas, estrelas e outros corpos do Sistema Solar. Conta com um telescópio do modelo MEADE, que está instalado em uma torre com nove metros de altura, três andrades, numa altitude em 830 metros.[95]

Dentre todos os pontos turísticos, o maior cartão postal de turismo em Diadema é o Jardim Botânico. Nesse jardim estão cultivados mais de duzentas espécies diferentes de plantas, desde as de porte pequeno (como as forrações) até as de porte grandes (arbóreas). Nela, também existem árvores de grande importância ambiental, como o pau-brasil e o urucum. É também utilizado em caso de atividades de educação ambiental de escolas municipais ou da região, até mesmo de outros municípios próximos.[96]

Para estimular o desenvolvimento socioeconômico local, a prefeitura de Diadema, juntamente ou não com empresas locais, investe no segmento de festas e eventos. Essas festas, muitas vezes atraem pessoas de outras cidades, exigindo uma melhor infraestrutura no município e estimulando a profissionalização do setor, o que é benéfico não só aos turistas, mas também a toda população da cidade. O município conta com inúmeros eventos, que ocorrem durante o ano inteiro.[97] Alguns dos tradicionais eventos realizados são a Festa da Imaculada Conceição, padroeira do município (8 de dezembro)[98] e a Feira de Artesanato de Diadema, realizada pela Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos de Diadema.[99]

  Esporte

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer é a instituição responsável por controlar, supervisionar, coordenar e orientar as atividades esportivas em Diadema.[100] Seu atual secretário é Rubens Xavier Martins,[100] Seu principal objetivo é estabelecer as estratégias de desenvolvimento, execução de programas, atividades e projetos, onde o principal objetivo é o asseguramento, otimização e maximização dos recursos.[100]

Assim como em grande parte do país, em Diadema o esporte mais popular é o futebol. O principal clube de futebol diademense é o Clube Atlético Diadema, fundado em 9 de outubro de 2009,[101] cujo atual presidente é Paulo Rubens Reginato Lofreta.[101] O município não conta com estádios de futebol, mas há um cuja construção estará prevista para 2012, com capacidade projetada para oito mil pessoas.[102] Há um outro projeto que foi recebido pelo Santos em 2005,[103] que também defendia a construção de um estádio, cuja capacidade é de aproximadamente quarenta mil pessoas,[103] mas que foi abortado pelo time no início de 2009.[104]

  Feriados

Em Diadema, há quatro feriados feriados municipais, outros são feriados nacionais e alguns são pontos facultativos. Os feriados municipais são a Sexta-Feira Santa, que ocorre sempre em março ou abril; o dia de Corpus Christi, que sempre é realizado na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade; o dia 20 de novembro, que é o Dia da Consciência Negra, e o dia 8 de dezembro, data de aniversário do município e dia da Imaculada Conceição.[105][106] De acordo com a lei federal nº 9.093 de 12 de setembro de 1995, os municípios podem ter no máximo quatro feriados municipais, já incluída a Sexta-Feira Santa.[107][108]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. a b Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista. Página visitada em 26 de janeiro de 2011.
  3. a b IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  4. a b c d e f Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. [1]
  6. a b c d Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  7. a b c d e f g h i j k Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2009. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  8. a b c d e f IBGE. Histórico - Diadema/SP. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  9. a b c d e f HISTÓRIA DE DIADEMA. Ache Tudo. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  10. a b Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Demografia - População Total. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  11. Sites do Brasil. Diadema. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  12. Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Dados gerais. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  13. Embrapa Monitoramento por Satélite. São Paulo. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  14. Diadema Net - Diadema Nossa Cidade. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  15. CityBrazil. Dados Gerais: Relevo. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  16. a b c d e f g h i j k Prefeitura. A cidade. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  17. a b DIADEMA - SP. Nossa São Paulo. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  18. a b c d COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO TIETÊ. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  19. Billings. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  20. a b Clima Subtropical. suapesquisa.com (2004-2008). Página visitada em 7 de maio de 2011.
  21. World Map of the Köppen-Geiger climate classification. World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  22. Click Sergipe (26 de agosto de 2010). Parte do país sofre com baixíssima umidade do ar, queimadas e poluição. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  23. Geada. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  24. a b Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Climatologia para a cidade de Diadema - SP. Tempo Agora. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  25. Empresa de concreto pode ter contribuído para enchentes em Diadema por despejar resíduo em bueiro. noticias.r7.com (9 de fevereiro de 2010). Página visitada em 7 de maio de 2011.
  26. Vladimir Ribeiro (8 de fevereiro de 2011). Ações reduzem enchentes em Diadema. Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  27. Prefeitura. Meio Ambiente. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  28. Associação de Apoio à Criança em Risco. Diadema. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  29. Cidades@ - IBGE (2003). Mapa de Pobreza e Desigualdade - Municípios Brasileiros 2003. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  30. a b Religião. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  31. a b c Câmara Municipal de Diadema (3 de abril de 2011). LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO DE DIADEMA. Arquivado do original em 28 de maio de 2011. Página visitada em 28 de maio de 2011.
  32. Câmara Municipal de Diadema (1º de agosto de 2006). CENTENÁRIO DO 1º PREFEITO DE DIADEMA TERÁ MISSA E ATO SOLENE NA CÂMARA DIA 10. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  33. Prefeito e Diadema/SP. Gestão 2008-2012. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  34. Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (2004). Consulta de Resultados Eleitorais. tse.gov.br. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  35. THALES TÁCITO PONTES LUZ DE PÁDUA CERQUEIRA (3 de julho de 2007). O candidato único precisa de quantos votos para ser eleito prefeito ?. Portal ClubJus. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  36. Apuração 1º turno. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  37. DJI. Constituição Federal - CF - 1988 / Art. 29. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  38. a b Apuração 1º turno. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  39. Comarca de Diadema. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  40. Cidades@ - IBGE (2006). Representação Política 2006. Página visitada em 26 de março de 2011.
  41. UBS - Diadema. DIADEMA. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  42. Jeroen Klink e Wendell Cristiano Lépore. Regionalismo e reestruturação no Grande ABC paulista – São Paulo uma perspectiva brasileira de governança metropolitana. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  43. Roseli Loturco (7 de agosto de 2009). Destaque para as médias. Você S.A.. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  44. a b Cidades@ - IBGE (2008). Pecuária 2009. Página visitada em 28 de fevereiro de 2011.
  45. Cidades@ - IBGE (2008). Lavoura Temporária 2009. Página visitada em 5 de maio de 2011.
  46. Cidades@ - IBGE (2008). Estatísticas do Cadastro Central de Empresas. Página visitada em 30 de abril de 2011.
  47. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Infra-Estrutura - Domicílios Particulares Permanentes e Moradores. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  48. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Infra-Estrutura - Abastecimento de Água. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  49. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Infra-Estrutura - Destino do Lixo. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  50. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Infra-Estrutura - Esgotamento Sanitário. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  51. Cidades@ - IBGE (2009). Serviços de Saúde 2009 (em Português). Página visitada em 6 de maio de 2011.
  52. Governo Federal. Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) - Resultados e Metas. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  53. a b Cidades@ - IBGE (2009). Ensino, matrículas, docentes e rede escolar 2009 (em Português). Página visitada em 6 de maio de 2011.
  54. UNIFESP - Campus Diadema - Unidade José de Filippi. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  55. Câmara Municipal (21 de setembro de 2010). Fatec de Diadema está concluída. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  56. FAD. Faculdade Diadema - FAD. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  57. Fundação Florestan Fernandes. iLocal. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  58. Juliana Ravelli (25 de outubro de 2011). Fundação Florestan Fernandes completa 13 anos. Diário do Grande ABC. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  59. Senai Diadema: Inscrições Cursos Técnicos Gratuitos 2011. mundodastribos.com. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  60. SENAI DIADEMA Cursos Gratuitos 2010. GrZero (2011). Página visitada em 6 de maio de 2011.
  61. ETEC Diadema. Centro Paula Souza. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  62. ETEC Diadema. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  63. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Educação. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  64. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Educação - Freqüência Escolar. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  65. Confederação Nacional de Municípios (CNM). Educação - Anos de Estudo. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  66. Sangari (2011). Número e taxas (em 100 mil) de homicídio nos municípios com 10.000 habitantes ou mais (xls). Página visitada em 6 de maio de 2011.
  67. Sangari (2011). Número e taxas (em 100 mil) de suicídio nos municípios com 10.000 habitantes ou mais (xls). Página visitada em 7 de maio de 2011.
  68. WAISELFISZ, Julio Jacobo (2010). Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros 2008. Instituto Sangari. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  69. Secretaria de Estado da Segurança Pública (27 de maio de 2010). Sistemas de inteligência criam o mapa da criminalidade. Página visitada em 6 de maio de 2011.
  70. SANED. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  71. Governo do Estado de São Paulo (7 de janeiro de 2009). Sabesp e Diadema vão compartilhar serviços de água e esgoto. JusBrasil Notícias. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  72. a b Karen Marchetti (31 de março de 2009). Junção entre Saned e Sabesp é prorrogada por três meses. ABCD Maior. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  73. Fernando Valensoela (6 de maio de 2011). Fusão Saned-Sabesp preocupa funcionários. Diário Regional. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  74. Gustavo Pinchiaro (6 de maio de 2011). Câmara garante corrigir a fusão Saned-Sabesp. Diário do Grande ABC. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  75. Municípios por concessionária. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  76. Guiatel. São Paulo. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  77. City Brazil. Sobre Diadema. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  78. [2]
  79. Empresas Metropolitanas de Transportes Urbanos (EMTU). Terminal Metropolitano Diadema. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  80. Empresas Metropolitanas de Transportes Urbanos (EMTU). Terminal Metropolitano Piraporinha. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  81. Cidades@ - IBGE (2009). Frota 2009. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  82. a b Google Maps. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  83. Mapas Estado de São Paulo. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  84. Rodovia dos Imigrantes. SP360. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  85. Rádio - Emissoras e Retransmissoras (3). TeleListas.net. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  86. Diário Regional. JornaisBrasil.com. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  87. Jornais Diadema. JornaisBrasil.com. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  88. Diário do Grande ABC. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  89. Jornal Folha do Dia. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  90. Jornal de Diadema. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  91. Companhia de Danças de Diadema. Atividades artísticas. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  92. a b Prefeitura. Secretaria de Cultura. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  93. a b Prefeitura. Borboletário. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  94. a b Prefeitura. Observatório Astronômico. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  95. a b Prefeitura. Jardim Botânico. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  96. Prefeitura (2011). Eventos. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  97. Diocese de Santo André (1° de dezembro de 2010). Festa da Imaculada Conceição de Diadema 2010. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  98. Iara Luz. Diadema 49 anos - Feira de Artesanato traz novidades para o Centro. Prefeitura. Página visitada em 7 de maio de 2011.
  99. a b c Prefeitura. Esporte e Lazer. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  100. a b Clube Atlético Diadema. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  101. TV ABCD. CA Diadema não vai disputar o Paulistão Série B. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  102. a b Terra Notícias (12 de outubro de 2005). Santos pode ter estádio para 40 mil em Diadema. esportes.terra.com. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  103. UOL Esporte (7 de janeiro de 2011). Plano de construção de estádio em Diadema é abortado pelo Santos. UOL Notícias. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  104. Prefeitura (2011). A Cidade. Portal Diadema. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  105. OAB-SP. FERIADOS FEDERAIS EM 2011. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  106. Sérgio Ferreira Pantaleão. Carnaval - é ou não feriado? folga automática pode gerar alteração contratual (em português). Guia Trabalhista. Página visitada em 4 de maio de 2011.
  107. Presidência da República. Lei Nº 9.093, de 12 de setembro de 1995. Página visitada em 4 de maio de 2011.

  Ver também

  Ligações externas

O Commons possui uma categoria com multimídias sobre Diadema
Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.
   
               

 

All translations of Diadema


sensagent's content

  • definitions
  • synonyms
  • antonyms
  • encyclopedia

  • definiçaõ
  • sinónimo

Dictionary and translator for handheld

⇨ New : sensagent is now available on your handheld

   Advertising ▼

sensagent's office

Shortkey or widget. Free.

Windows Shortkey: sensagent. Free.

Vista Widget : sensagent. Free.

Webmaster Solution

Alexandria

A windows (pop-into) of information (full-content of Sensagent) triggered by double-clicking any word on your webpage. Give contextual explanation and translation from your sites !

Try here  or   get the code

SensagentBox

With a SensagentBox, visitors to your site can access reliable information on over 5 million pages provided by Sensagent.com. Choose the design that fits your site.

Business solution

Improve your site content

Add new content to your site from Sensagent by XML.

Crawl products or adds

Get XML access to reach the best products.

Index images and define metadata

Get XML access to fix the meaning of your metadata.


Please, email us to describe your idea.

WordGame

The English word games are:
○   Anagrams
○   Wildcard, crossword
○   Lettris
○   Boggle.

Lettris

Lettris is a curious tetris-clone game where all the bricks have the same square shape but different content. Each square carries a letter. To make squares disappear and save space for other squares you have to assemble English words (left, right, up, down) from the falling squares.

boggle

Boggle gives you 3 minutes to find as many words (3 letters or more) as you can in a grid of 16 letters. You can also try the grid of 16 letters. Letters must be adjacent and longer words score better. See if you can get into the grid Hall of Fame !

English dictionary
Main references

Most English definitions are provided by WordNet .
English thesaurus is mainly derived from The Integral Dictionary (TID).
English Encyclopedia is licensed by Wikipedia (GNU).

Copyrights

The wordgames anagrams, crossword, Lettris and Boggle are provided by Memodata.
The web service Alexandria is granted from Memodata for the Ebay search.
The SensagentBox are offered by sensAgent.

Translation

Change the target language to find translations.
Tips: browse the semantic fields (see From ideas to words) in two languages to learn more.

last searches on the dictionary :

2486 online visitors

computed in 0.203s

   Advertising ▼

I would like to report:
section :
a spelling or a grammatical mistake
an offensive content(racist, pornographic, injurious, etc.)
a copyright violation
an error
a missing statement
other
please precise:

Advertize

Partnership

Company informations

My account

login

registration

   Advertising ▼