» 
Arabic Bulgarian Chinese Croatian Czech Danish Dutch English Estonian Finnish French German Greek Hebrew Hindi Hungarian Icelandic Indonesian Italian Japanese Korean Latvian Lithuanian Malagasy Norwegian Persian Polish Portuguese Romanian Russian Serbian Slovak Slovenian Spanish Swedish Thai Turkish Vietnamese
Arabic Bulgarian Chinese Croatian Czech Danish Dutch English Estonian Finnish French German Greek Hebrew Hindi Hungarian Icelandic Indonesian Italian Japanese Korean Latvian Lithuanian Malagasy Norwegian Persian Polish Portuguese Romanian Russian Serbian Slovak Slovenian Spanish Swedish Thai Turkish Vietnamese

definition - testemunhas de jeová

definition of Wikipedia

   Advertizing ▼

synonyms - testemunhas de jeová

analogical dictionary

Testemunhas de Jeová (n.)



   Advertizing ▼

Wikipedia

Testemunhas de Jeová

                   
Testemunhas de Jeová
Evangelização.jpg
Testemunhas de Jeová em seu típico trabalho de pregação de casa em casa
Orientação: Restauracionismo
Origem: Estados UnidosPennsylvania, EUA
Sede: Estados UnidosBrooklyn, Nova York,EUA
Número de Membros: 7,65 milhões (Auge 2011) / 7,39 milhões (Média 2011)
Países em que atua: 236

A comunidade religiosa[1] conhecida por Testemunhas de Jeová assume-se como uma religião[2] cristã não-trinitária. Adoram exclusivamente a Jeová e consideram-se seguidores de Jesus Cristo. Crêem que sua religião é a restauração do verdadeiro cristianismo, mas rejeitam a classificação de serem fundamentalistas no sentido em que o termo é comumente usado.[3] Afirmam basear todas as suas práticas e doutrinas no conteúdo da Bíblia.[4]

Possuem adeptos em 236 países e territórios autónomos, ascendendo a mais de sete milhões e quinhentos mil praticantes,[5] apesar de reunirem um número muito superior de simpatizantes. Nos últimos dez anos, mais de três milhões de pessoas foram batizadas, uma média de cinco mil novos membros por semana. Além disso, no ano de 2011, 19.374.737 pessoas assistiram à Comemoração da Morte de Cristo, constituindo um número bem superior aos dos membros ativos, o que revela que vários outros milhões de simpatizantes têm assistido às suas reuniões e/ou participado de seus cursos bíblicos gratuitos semanais. Só é contado como membro quem já estudou a Bíblia por algum tempo com as Testemunhas de Jeová, a ponto de evidenciar claro entendimento das crenças, tendo demonstrado viver segundo as normas de conduta moral aprendidas e participado na obra de pregação pública.[6]

As Testemunhas de Jeová são bem conhecidas por sua regularidade e persistência na obra de evangelização de casa em casa e nas ruas. Possuem alguns dos maiores parques gráficos do mundo visando a impressão e distribuição de centenas de milhões de exemplares da Bíblia e de publicações baseadas nela. Como parte da sua adoração a Deus, assistem semanalmente a reuniões congregacionais e a grandes eventos anuais, onde o estudo da Bíblia constitui a principal temática. São ainda conhecidas por recusarem muitas das doutrinas centrais das demais religiões cristãs e pelo apego a fortes valores que afirmam ser baseados na Bíblia, nomeadamente quanto à neutralidade política,[7] à moralidade sexual,[8] à honestidade[9][10] e à recusa em aceitar transfusões de sangue.[11]

Congresso de Distrito realizado em Tessalônica, Grécia nos dias 4 a 6 de julho de 2008
Congresso de Distrito realizado em Tessalônica, Grécia nos dias 4 a 6 de julho de 2008

São considerados por alguns teólogos e sociólogos de propagandistas cristãos, de um novo culto cristão, de uma seita cristã influenciada pelo judaísmo ou de fanáticos que rejeitam tratamento médico. Porém, as Testemunhas de Jeová dizem seguir à risca os preceitos bíblicos. Afirmam que não inventaram uma nova religião, mas apenas seguem o que está escrito na Bíblia, e que não importa qual seja a situação, ela contém as orientações e os conselhos para suas vidas. Afirmam que suas crenças, ensinos e atividades são baseadas nela, e por isso incentivam a sua leitura diária.[12] Para ajuda ao entendimento bíblico, suas publicações são produzidas e distribuídas em muitas campanhas missionárias ao redor do mundo.

Editar Índice
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Religião Cristã Não Trinitária
Definição Básica | Doutrinas e Teologia
Estrutura Mundial | Congregações Locais
História das Testemunhas de Jeová
Testemunhas de Jeová em Portugal
Sociedades Usadas pelas Testemunhas
Sociedade Torre de Vigia - Definição
Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados
Sociedade Torre de Vigia de Tratados de Sião
Edições Notáveis
A Sentinela | Despertai! | Notícias do Reino
Tradução do Novo Mundo
Fotodrama da Criação | Anuário
Proclamadores do Reino de Deus
Cancioneiro das Testemunhas de Jeová
Estudo Perspicaz das Escrituras
A Verdade Que Conduz à Vida Eterna
O Que a Bíblia Realmente Ensina?
Artigos Directamente Relacionados
com as Testemunhas de Jeová
Escatologia | Cronologia | Neutralidade
Normas de Moral | Questão do Sangue
Escravo Fiel e Discreto | Corpo Governante
Comemoração da Morte de Cristo
Posições Controversas | Perseguição religiosa
Salão do Reino
Programas Educacionais | Serviço Voluntário
Estudantes da Bíblia | Triângulos Roxos
Outros Artigos que Referem Crenças
das Testemunhas de Jeová
Tetragrama Sagrado YHVH
Arcanjo | O Arcanjo Miguel
Seol | Hades | Inferno | Geena
Biografias
Charles Russell | Joseph Rutherford | Nathan Knorr
Frederick Franz | Milton Henschel | George Gangas
Karl Klein | Grant Suiter | Daniel Sydlik
Don Adams | Max Larson | Alexander Macmillan
August Dickmann | Leopold Engleitner
Simone Arnold Liebster

Índice

História e atividades básicas

As Testemunhas de Jeová iniciaram suas atividades a partir da década de 1870 do Século XIX, quando Charles Taze Russell e alguns amigos formaram um pequeno grupo de estudo não sectário da Bíblia, em Allegheny (hoje integrada na cidade de Pittsburgo, Pensilvânia), nos Estados Unidos. Com o fim de publicar as suas ideias sobre o que considerava ser a verdade bíblica em contraste com erros doutrinais que atribuía a outras denominações religiosas, Russell começou a publicar A Sentinela, que se assume como a mais distribuída revista religiosa do mundo,[13] bem como a mais traduzida revista de qualquer género.[14] As pessoas que recebiam a revista começaram a reunir-se em grupos para estudo da Bíblia. Assim, acabaram por tornar-se conhecidos por Estudantes da Bíblia ou, quando A Sentinela começou a ser traduzida em outras línguas, Estudantes Internacionais da Bíblia.[15]

  Charles Taze Russell (1852–1916).

Originalmente, a impressão de A Sentinela e tratados religiosos era feita quase que inteiramente por firmas comerciais. Mas, visando uma maior divulgação pela página impressa, Russell fundou a Sociedade de Tratados da Torre de Vigia de Sião, sendo que esta associação religiosa é hoje conhecida como Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Pensilvânia. Estava deste modo formado o principal instrumento legal do grupo religioso que posteriormente viria a ficar conhecido por Testemunhas de Jeová, visando a realização da sua obra mundial de evangelização. Usualmente, ao se empregar a expressão Sociedade Torre de Vigia, pretende-se mencionar esta primeira Sociedade (Watch Tower Society), ainda em funcionamento hoje em dia. A diretoria desta Sociedade veio a constituir o que se convencionou chamar Corpo Governante, ou seja, o grupo de homens responsáveis pelas atividades mundiais das Testemunhas de Jeová. Durante muitos anos, a expressão "a Sociedade", usada pelas Testemunhas, era uma referência direta a este Corpo Governante.[16] Finalmente, a partir da década de 1970, passou a existir uma clara distinção entre o Corpo Governante e as várias sociedades jurídicas que as Testemunhas usam em todo o mundo. Estas sociedades ou associações, incluindo a mais antiga delas, são encaradas como simples instrumentos legais para as suas atividades.[17]

  Reunião congregacional num Salão do Reino, em Portugal.
  World headquarters: The Watchtower Bible & Tract Society em Brooklyn, Nova York, EUA.

Hoje, as Testemunhas de Jeová constituem um grupo mundial de milhões de membros, agrupados em células locais designadas por Congregações, unidas sob uma estrutura mundial que coordena todas as suas atividades. Apesar de possuírem o que chamam de organização e nela existirem homens que assumem responsabilidades locais ou mais abrangentes, as Testemunhas não formam distinção entre clero e leigos, tal como acontece com muitas denominações religiosas. Os seus responsáveis não possuem títulos honoríficos, não usam vestimenta ou símbolos distintivos, não se lhes impõe o celibato, não são assalariados e espera-se que sejam os primeiros a dar o exemplo de boa conduta e moral aos restantes membros da congregação.

Preocupam-se também em divulgar os seus ensinos por publicarem milhares de milhões de páginas de informação em várias centenas de línguas, sem esquecer os que têm necessidades especiais, tal como os surdos ou cegos. Aos interessados oferecem estudos domiciliares e gratuitos da Bíblia, o que por vezes acaba atraindo muitos visitantes aos seus centros de reunião, conhecidos por Salões do Reino. As suas reuniões e congressos, bem como a realização de cerimónias de casamento e funerais, são sempre realizadas gratuitamente e, em qualquer ministração religiosa, nunca fazem coletas, nem cobram dízimos. Aceitam contribuições voluntárias e anónimas para o financiamento da sua obra e dos seus locais de reunião. Mantêm ainda extensos programas de educação e de serviço voluntário em várias frentes.

  Pedra Memorial aos Triângulos roxos que sofreram terror no campo de Mauthausen, Áustria.

Apesar de duramente perseguidas e proscritas em muitos países, sendo alvo de críticas e várias controvérsias devido à sua singular, e muitas vezes controversa, interpretação da Bíblia e apego intransigente às suas doutrinas que, em grande parte, diferem da teologia do cristianismo ortodoxo, as Testemunhas de Jeová continuam a experimentar aumento entre as suas fileiras. Na defesa do que consideram ser a pura e verdadeira fé, rejeitam qualquer envolvimento no ecumenismo,[18] também mantendo uma estrita neutralidade política e militar, em tempos de guerra ou paz, em qualquer lugar do mundo.[19]

Defendendo uma conduta moral bastante rígida, mostram um zelo notável, que alguns consideram proselitismo agressivo, no que chamam "obra de pregação das Boas Novas do Reino". Este serviço realizado voluntariamente distingue-as e torna-as conhecidas mundialmente, sendo habitual observá-las nas suas regulares visitas às casas dos seus vizinhos e no contato direto com o público onde quer que haja pessoas.

O seu nome distintivo

Esta comunidade religiosa era conhecida inicialmente como Estudantes da Bíblia. Os seus membros foram também chamados de "russellitas", "rutherfordistas", "auroristas do milénio" e "antiinfernistas". Em 1931, entenderam que deveriam fazer uma distinção entre a maioria dos membros que eram leais à Diretoria da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados e certos grupos dissidentes que também se intitulavam Estudantes da Bíblia. Além disso, consideraram que o termo Estudantes da Bíblia era demasiado vago para servir como designação distintiva. Assim, no domingo, 26 de julho de 1931, no culminar do Congresso realizado em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos, os presentes adotaram unanimemente uma resolução intitulada "Um Novo Nome",[20] apresentada por Joseph Rutherford, o segundo presidente da Sociedade Torre de Vigia. Nela foi proposto o nome descritivo e distintivo de "Testemunhas de Jeová". Para legitimar a escolha do nome usaram o texto bíblico de Isaías 43:10 que, conforme a Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas (NM), publicada pelas Testemunhas de Jeová cerca de vinte anos mais tarde, diz:

"Vós sois as minhas testemunhas", é a pronunciação de Jeová, "sim, meu servo a quem escolhi, para que saibais e tenhais fé em mim, e para que entendais que eu sou o Mesmo. Antes de mim não foi formado nenhum Deus e depois de mim continuou a não haver nenhum."

Algumas vezes as suas publicações usam a expressão "Testemunhas cristãs de Jeová", como forma de reforçar a sua crença em Jesus Cristo como o Filho de Deus e Salvador da humanidade e não apenas em Jeová Deus, seu Pai. Também afirmam que fazem parte de uma "grande nuvem de testemunhas" pré-cristãs de Jeová. (Hebreus 11 a 12:1) Argumentam que o próprio Jesus Cristo é chamado de "testemunha fiel e verdadeira". (Revelação ou Apocalipse 3:14)

  Tetragrama YHVH, composto das letras hebraicas י (yod) ה (heh) ו (vav) ה (heh).

Afirmam que, desde o início, teria existido apenas uma religião verdadeira, constituída por aqueles que a Bíblia menciona como fazendo a vontade de Jeová, e que todas as outras formas de adoração podem ser englobadas num império mundial de religião falsa.[21] Consideram que uma das características principais que fazem com que qualquer grupo religioso, seja ele cristão ou não, seja incluído no conjunto da religião falsa é o desprezar ou simplesmente não reconhecer e divulgar o Nome de Deus, conforme apresentado na Bíblia pelo Tetragrama YHVH, e pronunciado consoante a forma mais popular na língua de cada país. As Testemunhas de Jeová têm orgulho em divulgar o Nome de Deus, preferindo em português a forma Jeová. Apesar de não considerarem incorreto o uso de Javé ou Iavé, preferem a forma Jeová (em português) por ser o uso mais comum em grande número das traduções bíblicas modernas bem como em outras obras seculares e na conversação diária.

Fundamentação das suas doutrinas

  Várias edições da Tradução do Novo Mundo, incluindo a versão Interlinear em Grego/Inglês.

As Testemunhas de Jeová dizem que a única autoridade reconhecida para seu grupo, em termos teológicos, é a Bíblia. Usam frequentemente a NM - Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pela Sociedade Torre de Vigia desde 1950, embora citem e usem diversas outras traduções da Bíblia, conforme se evidencia pela análise das suas publicações. Nos países em que as Testemunhas de Jeová não possuem A Tradução do Novo Mundo no seu idioma, recorrem as versões da Bíblia mais populares disponíveis.

Confiam no chamado "Corpo Governante" para fornecer ensino e entendimento bíblico, isto é a interpretação dos textos bíblicos. Este Corpo Governante é composto de homens considerados espiritualmente qualificados, dentro da análise de membros que já pertençam a tal grupo, procedentes de vários países, e usam como base a sede mundial das Testemunhas de Jeová, nos Estados Unidos. Acreditam que este órgão central de homens mais experientes está sob a liderança de Jesus Cristo,(Mateus 28:19-20, João 14:15-18,26 Atos 1:8) promovendo e coordenando a obra das Testemunhas de Jeová em mais de cem mil congregações nos 236 países onde se encontram. No entanto, sempre ressaltam que nem os membros do Corpo Governante nem qualquer outra Testemunha de Jeová afirmam ser inspirados por Deus, ao contrário do que crêem ter acontecido com os escritores bíblicos, cuja escrita terá sido guiada pelo espírito santo. Assim, suas publicações podem e estão sujeitas a alterações a nível doutrinal, talvez quando um estudo mais detalhado de determinado assunto conduz a um ajuste de pensamento.(Provérbios 2:1-9,3:7,4:18,Daniel 12:3,10, João 17:17). Dizem que a interpretação da Bíblia realizada pelo Corpo Governante, é feita pelo estudo do inteiro contexto bíblico, através da comparação de textos e análise do significado original das palavras, considerando que todos os versículos devem se harmonizar e complementar de forma a que se chegue num claro e homogêneo entendimento.[22]

Divulgação das suas doutrinas

  Trabalho de evangelização contatando as pessoas de casa em casa.

As Testemunhas de Jeová procuram empenhar-se na divulgação mundial das suas crenças através de vários meios e, em especial, através da página impressa. Nas suas convenções anuais, são apresentados à comunidade novos livros, brochuras e outros artigos para divulgação doutrinária. Apesar de estarem presentes na Internet, atualmente não possuem quaisquer emissões de TV ou Rádio. No entanto, foram pioneiras no uso do cinema sincronizado com som e fizeram vasto uso de emissoras de rádio no passado, principalmente na década de 1930 e 1940, quando chegaram a montar as maiores redes radiofônicas da época.[23]

Hoje possuem alguns dos maiores parques gráficos do mundo, com capacidade para imprimir centenas de milhões de exemplares de publicações a cada ano, sendo que algumas das suas edições estão entre as mais distribuídas mundialmente. Apenas nos últimos 30 anos do Século XX, imprimiram-se mais de vinte bilhões de livros, folhetos, brochuras e revistas.[24] Os títulos publicados são traduzidos individualmente em dezenas ou mesmo centenas de idiomas e apresentados em versões diferentes, tal como edições com caracteres de grandes dimensões ou em braille para os que possuem deficiências visuais, DVDs em língua de sinais, gravações áudio cassete e mp3, entre outros.

Desde 1926, a Sociedade Torre de Vigia, publicou mais de 165 milhões de exemplares de diversas versões da Bíblia, em 83 línguas.[25] Além da Bíblia, sua mensagem é apresentada ao público, principalmente através de duas revistas:

A Sentinela, a sua principal revista para estudo bíblico, tem uma tiragem média quinzenal de 42.162.000 de exemplares, dando-lhe a maior circulação de qualquer revista religiosa do mundo. É publicada em 185 línguas.[26]

  Seus membros são atualmente mais de 7,6 milhões em toda a Terra, devem "qualificar" como predicadores ou "publicadores" para ser considerados neste registro internacional.

Todas as edições são traduzidas e impressas para a publicação simultânea.

A revista mensal Despertai!, publicada em 83 línguas, possui uma temática de interesse geral sob uma perspectiva religiosa. Tem uma tiragem média de 39.913.000 de exemplares, segundo a edição de 1 de fevereiro de 2011. Todas as suas edições também são editadas em tradução simultânea para publicação concomitante.

As Testemunhas de Jeová usam extensivamente o programa de estudo bíblico domiciliar baseado no livro didático O Que a Bíblia Realmente Ensina?. Ao longo de 193 páginas, o livro aborda num estilo simples e direto diversos assuntos religiosos nos quais se apresentam as doutrinas defendidas pelas Testemunhas de Jeová. Mais de 110 milhões de exemplares foram produzidos em 220 línguas desde que o livro foi lançado em 2005.[27]

Além disso, A Sociedade Torre de Vigia tem produzido enciclopédias bíblicas, como a obra Estudo Perspicaz das Escrituras, e outras concordâncias e guias de estudo com profundidade de investigação sobre temas específicos da Bíblia. Lançam ainda documentários e filmes sobre diversos temas, discos com temas musicais orquestrados e acompanhados por coro e CD-ROM's com a Bíblia e o conteúdo eletrônico da maioria de suas publicações dos últimos 35 anos. Até Novembro de 2009, o número total de línguas em que as publicações das Testemunhas de Jeová eram editadas alcançava os 500 idiomas, em alguns dos quais são as únicas matérias impressas.[28]

Internet

As Testemunhas de Jeová mantêm o www.watchtower.org como principal web site oficial. A partir de janeiro de 2009, este site inclui informação educativa publicada em 407 idiomas, como o Português, Inglês, Chinês, Francês, Espanhol, Assírio, Bengali, e Twi, bem como vídeos em Língua de Sinais Americana, Língua Brasileira de Sinais, Língua de Sinais Colombiana, Língua de Sinais Japonesa, Língua Gestual Dinamarquesa, entre outras, destacando artigos de suas publicações e esclarecendo ao público suas crenças e identidade. Entre outras informações úteis, o site disponibiliza os endereços postais de 115 filiais em todo o mundo, onde o visitante pode obter mais informações ou solicitar a assistência pessoal das Testemunhas de Jeová de sua região. Downloads de áudio das publicações, dramatizações e músicas estão disponíveis em outro web site oficial, o www.Jw.org, que também disponibiliza algumas de suas publicações, incluindo as revistas A Sentinela e Despertai, em formato PDF. Ambos os sites têm um link para o site, www.jw-media.org, que foi especialmente criado como um recurso on-line para a mídia.

A Associação Torre de Vigia produziu 21 documentários em vídeo sobre uma variedade de temas históricos e bíblicos, em 78 idiomas. A Bíblia completa está disponível no formato MP3 em português e em um grande número de outras línguas. Além disso, outros livros, brochuras e artigos atuais das revistas A Sentinela e Despertai! estão disponíveis nos formatos MP3 ou disco compacto.

Tradução

No início da década de 1980, uma equipe de voluntários de vários países desenvolveu o MEPS, ou Sistema eletrônico de fotocomposição multilíngüe, que atualmente tem capacidade de traduzir matérias em 644 idiomas, utilizando 29 alfabetos e conjunto de caracteres. Hoje mais de 2500 voluntários trabalham em seus departamentos de tradução em todo o mundo.

Em novembro de 2009 o site JW-media[28] anunciou um novo marco na edição e tradução – 500 idiomas.[28] Em entrevista, Rudi Hartl, Coordenador de Tradução, falou do Centro Educacional da Torre de Vigia em Patterson, Nova York, onde muitos dos detalhes de tradução são organizados: "Em alguns casos as línguas em que as Testemunhas de Jeová empreendem a tradução das publicações da Bíblia têm apenas alguns milhares de leitores, um fator claro que elimina qualquer sugestão de que a motivação seja a financeira." E acrescentou: "Chegamos nesta medida na edição e tradução porque nos preocupamos com as pessoas e queremos que o maior número possível se beneficie de tesouros descobertos apenas com um estudo da Bíblia. "[28]

Modo de vida

  Estudo pessoal da Bíblia.

As Testemunhas de Jeová encaram a sua religião como um modo de vida, sendo que todos os outros interesses, incluindo o emprego e a família, giram em torno da adoração exclusiva que prestam a Jeová Deus. Assim, não importa o que façam, incluindo a seleção de diversão ou de vestuário, de carreira na escola ou na profissão ou mesmo a escolha de cônjuge, o comportamento e interação com a comunidade, nos negócios ou em lazer, tudo isso é influenciado pela decisão que tomaram de dedicar a sua vida incondicionalmente a Jeová. A Bíblia é encarada como um manual de aplicação prática e obrigatória em todos os campos da vida. Pretendem aplicar seriamente a seguinte injunção bíblica:

  • 1 Coríntios 10:31
"Portanto, quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei todas as coisas para a glória de Deus." (NM)

Afirmando-se cristãs, observam o exemplo de Jesus procurando imitá-lo, conforme a seguinte instrução:

  • 1 Pedro 2:21
"Fostes chamados para este proceder, porque até mesmo Cristo sofreu por vós, deixando-vos um modelo para seguirdes de perto os seus passos." (NM)
  Na Visita Zonal, reunidas no Estádio Nacional do Jamor, Lisboa, Portugal, em 5 de Maio de 2007, com mais de 41.000 presentes na assistência.

Todas as Testemunhas de Jeová são incentivadas a serem diligentes estudantes da Bíblia e das publicações que afirmam serem baseadas nela, bem como a apresentar um elevado grau de compromisso com a sua religião. Crêem que todas elas, sejam homens ou mulheres, são ministros de Deus, ordenados no dia do seu batismo pessoal por imersão completa em água. Este passo não é permitido a crianças incapazes de tomar decisões, nem é imposto a adultos. Usualmente, alguém que se reúne com as Testemunhas necessita de vários meses, ou mesmo anos, para ser aprovada para o batismo e só depois de expressar convictamente o seu desejo de se tornar uma Testemunha de Jeová.

Além do seu estudo pessoal da Bíblia, espera-se que assistam a reuniões congregacionais, usualmente duas vezes por semana, em locais conhecidos por Salões do Reino ou em casas particulares, para instrução coletiva e encorajamento mútuo. Outras reuniões de maiores dimensões ocorrem, usualmente, três vezes por ano, em Salões de Assembleias mantidos por elas ou em instalações públicas alugadas, como estádios desportivos ou auditórios municipais.

Todas as Testemunhas, alistadas nos seus relatórios anuais,[29] são também publicadores ativos da mensagem que consideram urgente transmitir. Participam regularmente em atividades formais organizadas localmente para contatar seus vizinhos, embora também aproveitem ocasiões informais para falar com conhecidos ou simplesmente com aqueles com quem cruzam ao longo do dia.

Eles se reunem em salões de congresso e assembléia, com muitas pessoas diferentes entre si.

Serviço voluntário das Testemunhas de Jeová

As Testemunhas de Jeová encontram-se entre as organizações que usam amplamente o serviço voluntário e, praticando sua fé religiosa com base no Cristianismo primitivo dos apóstolos,(1Coríntios 11:1) encaram o amor ao próximo como um sinal identificador do cristianismo genuíno. Todos os seus membros são voluntários, usando as suas habilidades, tempo, esforço e recursos financeiros em projetos específicos promovidos pela organização a que pertencem.

Dentre as diversas frentes de trabalho voluntário, destaca-se como significativa contribuição social o trabalho realizado com os surdos. Em vários países, voluntários Testemunhas de Jeová ajudam milhares de surdos, desde a alfabetização na sua primeira língua, como a LIBRAS no Brasil e a LGP em Portugal, passando pelo idioma escrito de sua região, quando se aplica. Atualmente 59 equipes de tradutores ao redor do mundo traduzem, produzem e distribuem gratuitamente publicações em vídeos DVDs em 43 línguas de sinais para o benefício dos surdos,[30] fornecendo suporte para mais de 1.200 congregações em língua de sinais de diversos países.[31] Diversas publicações em 43 Línguas de sinais, incluindo partes da Bíblia, todas em vídeos, podem ser baixados diretamente do site www.jw.org. Seu trabalho não raro proporciona muito mais do que ajuda espiritual, servindo como intérpretes em língua de sinais por acompanhá-los em escolas, médicos, advogados, entrevistas de emprego, etc. Também estendem aos familiares e colegas de trabalho dos surdos a oportunidade de conhecer a língua de sinais, usando para isso DVDs visuais ou outras publicações produzidas pelas próprias Testemunhas de Jeová com o objetivo de facilitar o aprendizado e a inclusão social e espiritual dos surdos às suas famílias e comunidades.

Outra forma de serviço voluntário prestado pelas Testemunhas de Jeová é a ajuda humanitária. Nessas ocasiões elas não restringem seus serviços apenas a seus concrentes. Desde a Segunda Guerra Mundial, as Testemunhas de Jeová têm organizado ajuda humanitária de socorro aos seus irmãos cristãos e outras pessoas que sofrem efeitos da guerra, desastres naturais ou outras calamidades. Sua experiência na organização de um grande número de voluntários que atuam em projetos de construções de Salões do Reino e em seus congressos anuais contribui para o seu reconhecido sucesso neste respeito. Muitas vezes são a primeira agência de Socorro urgente a aparecer em cena.

Conceito sobre outras religiões

As Testemunhas de Jeová consideram-se praticantes da religião verdadeira (o primitivo Cristianismo, 2Timóteo 1:13,1Pedro 2:21,1Coríntios 11:1,Efésios 5:1-2 ), e agindo assim, acreditam que serão salvas como grupo, o que não significa que cada Testemunha individual já esteja salva.( Sofonias 2:2-4) Ensinam que, para alguém poder ser salvo, a pessoa tem de obter conhecimento sobre a vontade de Jeová Deus e de seu filho, Jesus Cristo (João 17:3), conforme entendem estar expressa na Bíblia, e pôr em prática aquilo que aprende, mantendo a sua integridade sob quaisquer circunstâncias, até o fim (Mateus 24:13).

Já por muitos anos as suas publicações têm expresso a opinião de que todas as outras religiões não imitam corretamente o Cristianismo primitivo apostólico, particularmente as religiões da cristandade, ou seja, aquelas que professam ser cristãs. A todas as religiões revelam sua permissividade moral, envolvimento na política e nos conflitos mundiais, divulgação de ensinos que consideram pagãos e antibíblicos, ostentação material, conduta imprópria ou destaque pessoal dos seus líderes e que, por essas razões, todas elas serão merecidamente reprovadas por Deus e dissolvidas. Crêem, de acordo com seu entendimento de profecias bíblicas, que isso acontecerá às mãos dos governos políticos do mundo que abolirão a religião e que, sem perceberem, apenas estarão a executar o julgamento de Deus.

Embora sejam acusadas de intolerância para com as outras religiões, inclusive não participando de manifestações ecumênicas, elas respeitam as diferenças de opinião e não procuram impor suas crenças. Desaprovam as organizações religiosas nas suas doutrinas e práticas que consideram biblicamente erradas, mas nunca a individual e a sinceridade dos seus crentes. Sobre este assunto, a revista Despertai! afirmou:

"Sentimos interesse bondoso e amoroso pelas pessoas de todas as religiões, mas quando as crenças e práticas religiosas delas são incorretas e merecem a desaprovação de Deus, trazer isto à atenção delas, por expor o erro, significa mostrar amor a elas. Jesus mostrou claramente o erro das práticas religiosas dos escribas e fariseus de seus dias, dizendo que a religião deles era vã."[32]

De certa forma, a maioria das religiões manifesta ter conceitos baseados em princípios similares aos expressos na revista.

Oposição às Testemunhas de Jeová

  Pedra Em Memória dos Objetores de consciência - 15/05/1994.

Durante o Século XX e XXI, as Testemunhas de Jeová são consideradas como um dos grupos religiosos mais perseguidos por todas as vertentes do poder, seja religioso, seja político. Além de esta afirmação ser várias vezes mencionada nas suas publicações,[33] outras fontes também se referem a esta oposição. Sobre isto, o editor da en:United Church Observer, que se assume como uma das mais antigas e respeitadas revistas religiosas do Canadá,[34] escreveu:

Cquote1.svg Não é sempre que os representantes da religião organizada se erguem a favor das Testemunhas de Jeová. No entanto, são um grupo corajoso e, provavelmente, aguentaram mais perseguição por menos ofensas do que qualquer outro grupo religioso do mundo. [...] O registo histórico das Testemunhas na Alemanha nazi foi um dos mais corajosos do mundo. Não ouvimos falar muito sobre o modo em que fizeram face a Hitler. [...] Nenhuma outra organização religiosa permaneceu tão firme e sofreu tanto em proporção ao seu tamanho. Cquote2.svg

A oposição a este grupo religioso, espalhado pelos vários continentes, ainda permanece viva em quase três dezenas de países,[35] onde as suas atividades estão banidas oficialmente e vários dos seus membros estão encarcerados. Segundo as Testemunhas, a perseguição movida contra elas, mesmo em países considerados democráticos, tem tomado muitas formas distintas, desde a intolerância na família, na escola, no emprego e na sociedade em geral.

Oposição durante os governos de Vargas e Dutra

Entre 1940 e 1947 no Brasil, meio aos governos de Getúlio Vargas e Eurico Gaspar Dutra, à Segunda Guerra Mundial e ao início da Guerra Fria, a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados teve suas publicações confiscadas, membros presos e seu registro de atividades de Associação jurídica proscrito no país. Sob alegações diversas e contraditórias, as Testemunhas de Jeová foram acusadas de propagandear o nazismo, o fascismo, o anarquismo e o comunismo.

Em outubro de 2007 o site[36] da Universidade de São Paulo, publicou um trabalho acadêmico,[37] contendo uma dissertação de mestrado com o título: A torre sob vigia: as Testemunhas de Jeová em São Paulo (1930-1954). Esta dissertação tem o objetivo de analisar a ação das Testemunhas de Jeová em São Paulo entre os anos de 1930 e 1954 e a repressão imposta pelo Estado.

O trabalho foi muito bem pesquisado e está balizado em documentos da época, acessados pelo autor tanto em órgãos públicos quanto no museu histórico da Associação Torre de Vigia em Cesário Lange, SP.

A dissertação busca perceber até que ponto a perseguição policial e judicial empreendida contra essa organização religiosa, que contava com menos de 1000 adeptos até 1947, encontrava eco no estreitamento de interesses entre a Igreja Católica e o Estado brasileiro.

Posições das Testemunhas de Jeová

  A posição religiosa das Testemunhas de Jeová em relação ao não uso de sangue é uma das mais controversas e criticadas ao longo dos anos.

Ao longo da sua história, as suas crenças, doutrinas e práticas religiosas têm sido, amiúde, alvo de algumas controvérsias. Especialmente visadas têm sido as suas doutrinas sobre a vinda iminente de um Armagedom mundial, o seu trabalho intenso de proselitismo, a sua neutralidade e distanciamento quanto a tradições seculares ou assuntos políticos, a prática da desassociação de membros, a rejeição do uso de sangue na alimentação e na medicina, entre outras temáticas.

Muitos médicos têm reconhecido que a posição contrária à transfusão de hemocomponentes por parte das Testemunhas de Jeová incentivou a pesquisa de tratamentos alternativos, permitindo efetuar cirurgias complexas sem a necessidade do uso de sangue total e hemoterapia, técnicas que beneficiam tanto as Testemunhas como outros pacientes. Uma parte da comunidade médica, porém, continua crítica em relação a opção religiosa, recusando-se a dar tratamento ou submeter a cirurgias a menos que seja permitida a transfusão sanguínea. Isto obriga estes pacientes a buscar tratamento em outros hospitais ou buscar um médico disposto a utilizar as diversas técnicas disponíveis para se evitar transfusões.

Os homens adeptos da Testemunhas de Jeová são dispensados do serviço militar obrigatório, bem como jurar à bandeira por objeção de consciência.[38]

Críticas

A religião das Testemunhas de Jeová foi acusada de inconsistência doutrinária e mudanças, de predições falsas, de traduções erradas da Bíblia, de tratamento duro dos ex-membros e de liderança autocrática e coercitiva. Críticos também alegam que seus líderes teriam falhado em reportar casos de abuso sexual de crianças às autoridades. Muitas das alegações são negadas pelas Testemunhas de Jeová e algumas foram também disputadas em tribunal e por estudiosos religiosos.

Desde as mais antigas publicações do fundador da Sociedade Torre de Vigia, Charles Taze Russell, em meados da década de 1870, as publicações da sociedade têm afirmado a confiabilidade de suas previsões, com uma linguagem enfática, como “verdade estabelecida”[39] e “indisputável”.[40] Previsões feitas em 1892, dizendo que o Armageddon tomaria lugar em Outubro de 1914, afirmaram que a data era “definitivamente marcada pelas Escrituras”,[41] e o editor da Sentinela Charles Taze Russell declarou: “Nós não vemos razões para mudar as imagens– nem poderíamos mudar se quiséssemos. Elas são, acreditamos, as datas de Deus, não a nossa”.[42] Previões acerca do começo do reino de mil anos de Cristo em 1925 foram tidas como “corretas além da dúvida”,[43] “absolutamente e qualificadamente corretas”,[44] “indisputáveis” e trazendo “a estampa de aprovação pelo Deus Todo-Poderoso”.

As publicações da Sentinela ocasionalmente perceberam que elas “sugeriram datas que acabaram sendo incorretas” como um resultado de sua “ânsia pela segunda vinda de Jesus”, acrescentando que elas nunca haviam alegado que as predições eram “palavras de Jehovah”.[45] As publicações, por vezes, simplesmente esqueceram suas afirmações prévias, afirmando no lugar que os membros haviam “lido na Sentinela afirmações que não eram a intenção”, e que as crenças dos membros eram “baseadas em premissas erradas”. Outras predições falhas são ignoradas completamente. Um livro, O Mistério Terminado (1917), aplicou aos anos 1918-1925 eventos que eram anteriormente situados antes de 1914. Quando algum desses eventos veio novamente a não se mostrar correto, a edição de 1926 do livro alterou a afirmação e removeu as datas.[46]

revisões (por data de publicação) incluem:

  • 1877: O Reino de Cristo iria dominar completamente a Terra em 1914; Os judeus, como povo, seriam restaurados ao favor de Deus; os “santos” seriam carregados ao paraíso.[47]
  • 1891: 1914 seria “o último limite do governo dos homens imperfeitos.” Charles Taze Russell, The Time Is At Hand (1891) citada por James Penton, Apocalypse Delayed, página 44.
  • 1904: “Anarquia mundial” iria acompanhar o fim do tempo dos gentios em 1914.[48]
  • 1916: A Primeira Guerra Mundial terminaria no Armageddon e no rapto dos “santos”.[49]
  • 1917: Em 1918 a Cristandade iria ser esquecida como sistema e ser substituída por governos revolucionários. Deus iria “destruir as Igrejas vendidas e os membros das igrejas aos milhões”. Os membros das igrejas iriam “precer pela espada da guerra, revolução e anarquia”. Os mortos iriam jazer desenterrados. Em 1920, todos os governos terrenos iriam desaparecer, com a anarquia global prevalecendo.[50]

A Sociedade Torre de Vigia foi criticada por sua recusa em revelar os nomes e credenciais acadêmicas dos seus tradutores da "Tradução Novo Mundo das Escrituras Sagradas".[51] A Sociedade alegou que os membros do comitê dessa tradução desejaram permanecer anônimos, tendo por vista exaltar o nome de Deus,[52] enquanto a Torre de Vigia afirmou que as qualificações educacionais desses tradutores eram desimportantes e que “a tradução em si comprova suas qualificações”.[53] Raymond Franz, um ex-membro do Corpo Governante, alegou que dos quatro homens que constituíram o comitê, apenas um – o principal tradutor, seu tio Frederick Franz – tinha conhecimento suficiente acerca das línguas bíblicas para ter participado do projeto.[54] Frederick Franz estudou grego por dois anos e foi autodidata em hebraico.[55]

Alega-se que, por muitos anos, a Sociedade Torre de Vigia e as publicações da Sentinela ensinaram que a “raça” negra era inferior. Russell, fundador da Sociedade, acreditava que a cor negra era uma degeneração, e que os negros seriam restituídos a uma condição original com o apocalipse, dependendo de sua humildade (Sentinela de primeiro de abril de 1914).[56] Uma edição da Sentinela de 15 de fevereiro de 1904[57] dizia que “Deus poderia mudar a cor da pele dos etíopes no tempo devido”, acrescentando que era comprovado que um menino negro de nove anos havia mudado de cor de pele (para o branco). A Sentinela de primeiro de agosto de 1898 afirmava que “a raça negra descende de Cam, cuja degradação especial é mencionada em Gênesis 9:22,25”.[58] Essa afirmação é reiterada numa edição da Sentinela (Sociedade Torre de Vigia dos Tratados de Sião, em português, atualmente conhecida por A Sentinela - Anunciando o Reino de Jeová) de 15 de julho de 1902, que alega: “nós podemos afirmar com certeza que os filhos de Cam e Canaan são os negros”. A mesma edição continuava dizendo, nas páginas 215 a 216, que “enquanto é verdade que a raça branca exibe certas qualidades superiores acima de qualquer outra, nós devemos lembrar que existem diferenças amplas na mesma família caucasiana (semítica e ariana); (…) O segredo da inteligência e habilidade superiores do caucasianos deve ser atribuída sem dúvida à mistura de sangue entre seus variados ramos; e isso foi evidentemente forçado em larga medida por circunstâncias sob o controle divino”.[59]

Críticos como a Silentlambs acusaram as Testemunhas de Jeová de empregar políticas organizacionais que tornam a denúncia de abuso sexual de menores difícil aos membros. Algumas vítimas de abuso sexual por parte de membros das Testemunhas de Jeová afirmaram que, ao tentarem reportar abuso sexual, foram obrigados a manter silêncio pelos anciões locais para evitar envergonhar a organização e os acusados.

Estatísticas mundiais

  Membros ativos de 1945 a 2008.

As estatísticas recolhidas durante o que as Testemunhas designam por Relatório Mundial do Ano de Serviço, ou seja, num período de doze meses de setembro a agosto, foram publicadas no Anuário das Testemunhas de Jeová de 2012. Este relatório, com dados atuais e dos anos anteriores, de cada um dos países onde estão activas, também está disponível na internet, em pdf, no seu web site de donwloads.[60]

Segundo o Ano de Serviço de 2011, as Testemunhas de Jeová tiveram um auge de 7.659.019 publicadores ao redor do globo, em 236 países ou regiões autónomas, o que constitui o maior número de sempre de membros ativos. Este número representa um aumento de 2.4% sobre o total de publicadores indicados no Ano de Serviço de 2010.

O número de adeptos refere-se apenas ao número de publicadores que participam regularmente na divulgação da crença (o que inclui publicadores batizados e não-batizados), não sendo por isso, comparável com as estatísticas apresentadas por outros grupos religiosos.[61] Ainda segundo o relatório do ano de Serviço de 2011, regista-se o número de 8.490.746 estudantes que realizaram cursos bíblicos semanais durante o ano . Destes, 263.131 tornaram-se novos membros batizados. Também são relatadas 19.374.737 pessoas presentes na Comemoração da Morte de Cristo, o que também constitui o maior número da história. Estes membros ativos das Testemunhas e novos estudantes encontram-se distribuídos por 109.403 congregações.

Presença em Portugal[62]

  Aspecto interior do auditório principal do Salão de Assembleias de Carnaxide, em Portugal - Abril de 2007.

As Testemunhas de Jeová contam com perto de 50.000 praticantes em Portugal, distribuídos por cerca de 650 congregações, sendo que os simpatizantes alcançam um número similar. Isso pode ser constatado no Anuário das Testemunhas de Jeová de 2012 que refere terem assistido 99.540 pessoas em 2011 à sua principal celebração, a Comemoração da Morte de Cristo.

História em Portugal

Presença no Brasil[63]

As Testemunhas de Jeová do Brasil somam 742.425 pessoas, que se distribuem em 10.926 congregações. O Brasil é na atualidade um dos países com maior número de Testemunhas de Jeová. Em 2011, foram feitos 27.425 batizados no país. No evento da Comemoração da Morte de Cristo estiveram presentes 1.748.226 pessoas. Foram realizados 801.007 estudos Bíblicos pelas Testemunhas no Brasil. Foram dedicadas 145.889.031 horas na pregação das Boas Novas no país.

História no Brasil[64]

O primeiro registro de alguém interessado nas publicações das Testemunhas de Jeová data de 1899, quando Sarah Bellona Ferguson recebeu um número de The Watchtower pelo correio, provavelmente enviado pelo seu irmão, Erasmus Fulton Smith. O início da pregação organizada das Testemunhas de Jeová no Brasil é desde 1920, quando oito jovens marinheiros brasileiros, na cidade de Nova York, ficaram interessados nas reuniões dos Estudantes da Bíblia. Quando voltaram ao Brasil, eles continuaram a se reunir e a falar a outros sobre o que haviam aprendido. Poucos anos depois, George Young foi enviado ao Brasil, e as publicações passaram a ser traduzidas e impressas em português. Em 1923, foi aberta no Rio de Janeiro uma congênere da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados (dos EUA).

A convite de Rutherford, então presidente da Sociedade Torre de Vigia (nos EUA), em 1936 chegou ao Brasil Alston Yuille, para ajudar as Testemunhas a tirar proveito mais pleno das provisões da Associação Mundial das Testemunhas de Jeová. Três anos depois, Otto Estelmann e Erich Kattner foram enviados da Europa para servir como pioneiros. Em 1945, chegaram dois missionários da primeira turma da Escola de Gileade: Charles D. Leathco e Harry Black.

O serviço foi intenso e em 1948 já havia 1.000 Testemunhas de Jeová no Brasil. Esse grupo aumentou rapidamente para 10.000, em 1957, e para 50.000, em 1968. O Lar de Betel e a gráfica foram ampliados, e, em 1968, Betel mudou do Rio de Janeiro para prédios maiores em São Paulo.

A perspectiva de imprimir numa rotativa tipográfica constituiu um novo desafio. A rotativa, completamente desmontada, chegou em dezembro de 1972, em 47 grandes caixas, algumas delas pesando até seis toneladas. Em 1973, chegou uma segunda rotativa tipográfica, com capacidade de impressão similar à da primeira: 12.500 revistas por hora. Desde então, instalaram-se mais rotativas com capacidade de imprimir em quatro cores. De modo que, no decorrer dos anos, foi possível satisfazer a demanda de publicações bíblicas. Hoje o Brasil imprime publicações em Português, espanhol, inglês e em outros idiomas nativos. Algumas publicações são direcionadas a países da América Latina e países da África que falam o Português, Inglês e Espanhol.

Totais Gerais de 2011[65]

Informação Quantidade
Sedes das Testemunhas de Jeová 98
Países que relataram 236
Total de congregacões 109.403
Assistência à Comemoracão da Morte de Cristo 19.374.737
Participantes da Comemoração (que tomaram os emblemas) 11.824
Auge de publicadores no serviço do Reino 7.659.019
Média mensal de publicadores 7.395.672
Porcentagem de aumento sobre 2010 2,4%
Total de batizados 263.131
Média mensal de pioneiros auxiliares 466.911
Média mensal de pioneiros (regulares e especiais) 895.844
Total de horas dedicadas à pregação 1.707.094.710
Média mensal de estudos bíblicos 8.490.746

Referências

  1. Religião: Testemunhas de Jeová reconhecidas como comunidade religiosa radicada em Portugal
  2. Testemunhas de Jeová já têm estatuto de religião em Portugal
  3. Artigo "O que é o fundamentalismo?" publicado em A Sentinela de 1 de março de 1997, páginas 4 a 7
  4. Secção "Testemunhas de Jeová" na página 384 do livro Raciocínios à Base das Escrituras, publicado em 1985
  5. Estatísticas no site oficial das Testemunhas de Jeová
  6. [O Que a Bíblia Realmente Ensina? Cap. 18 pp. 173-175 pars. 7-9]
  7. A Sentinela de 1 de junho de 2003, página 13
  8. A Sentinela de 15 de junho de 2001, página 17
  9. A Sentinela de 1 de junho de 2005, página 8
  10. How to Be Invisible: The Essential Guide to Protecting Your Personal Privacy, Your Assets, and Your Life (Revised Edition), de J. J. Luna, publicado em 2004 pela Editorial das Islas, EUA, aconselha os empregadores a procurar membros activos de certos grupos religiosos, mas acrescenta: "Na prática, acabamos por ficar com as Testemunhas de Jeová." Entre os motivos apresentados, afirma-se que elas são bem conhecidas pela honestidade e que por isso são "muito requisitadas" em diversos campos. Na página 84 acrescenta-se: "Muitas pessoas que não são Testemunhas telefonam para os Salões do Reino à procura de quem precisa de emprego"
  11. Despertai! de 8 de setembro de 1986, página 23
  12. Bíblia on-line
  13. A Sentinela de 1 de fevereiro de 2005, página 32
  14. Despertai! de 8 de março de 1985, página 11
  15. Anuário das Testemunhas de Jeová de 1976, página 45
  16. A Sentinela de 1 de abril de 1977, página 207
  17. A Sentinela de 15 de janeiro de 2001, página 29
  18. [A Sentinela Anunciando o Reino de Jeová de 1 de junho de 2010, pag. 27]
  19. [Unidos na Adoração do Único Deus Verdadeiro cap. 21 pp. 165-168 pars. 11-16]
  20. Publicada originalmente em inglês na revista A Sentinela de 15 de setembro de 1931, páginas 178 e 179. Reproduzida parcialmente em português no Anuário das Testemunhas de Jeová de 1976, nas páginas 149 e 150, e no livro Testemunhas de Jeová - Proclamadores do Reino de Deus, páginas 155 e 156
  21. Watchtower.org - O que é a religião falsa?
  22. [A Sentinela Anunciando o Reino de Jeová de 15 de dezembro de 1988, pp. 3-5]
  23. Ver comentário no livro O Paraíso Restabelecido Para a Humanidade — Pela Teocracia!, publicado em 1974, página 293
  24. Despertai! de 22 de Dezembro de 2000, página 5
  25. Site oficial das Testemunhas de Jeová
  26. A Sentinela, 1 de fevereiro de 2011, página 2
  27. Despertai! de setembro de 2008, página 32
  28. a b c d Marco na edição e tradução: 500 idiomas.
  29. - Estatísticas anuais
  30. Publicações em vídeos DVDs para surdos em 43 Línguas de sinais
  31. Despertai!, Julho de 2010, pags, 26 e 27
  32. Despertai! de 8 de Julho de 1988, página 28
  33. Uma das mais recentes revistas A Sentinela, de 15 de março de 2007, página 24, menciona a perseguição movida contra as Testemunhas na Europa Ocidental, em particular na Alemanha, Itália, Espanha e Portugal, nas repúblicas e bloco de países anteriormente liderados pela ex-URSS, especialmente a Polónia, Moldávia, Geórgia e República Checa, bem como vários países africanos, nomeadamente em Angola, Etiópia, Malawi, Moçambique, e Zâmbia
  34. Site da United Church Observer (citação de Abril de 2007)
  35. Revista A Sentinela de 1 de outubro de 2003, página 13 e Anuário das Testemunhas de Jeová de 2007, páginas 38 e 39
  36. Universidade de São Paulo - Biblioteca de Teses e Dissertações
  37. Tese Eduardo Goes Castro.pdf
  38. [1]
  39. The Time is at Hand, Watch Tower Society, 1889, páginas 98-99, as cited by Raymond Franz,Crisis of Conscience, página 193.
  40. Watch Tower, 1 de novembro de 1922. Cf. também Raymond Franz, Crisis of Conscience, página 228
  41. The Watchtower, 15 de janeiro de 1892, página 1355
  42. The Watchtower, 15 de julho de 1894, página 1677
  43. Watch Tower, 15 de junho de 1922
  44. Raymond Franz, Crisis of Conscience, página 226
  45. "The Godly Qualities of Love and Hate", The Watchtower: 441, 15 de julho de 1974.
  46. Franz, Raymond (2007), In Search of Christian Freedom, Atlanta: Commentary Press, pp. 18–28,ISBN 0-914675-17-6
  47. Charles Taze Russell and Nelson H. Barbour, The Three Worlds (1907) citado por by James Penton, Apocalypse Delayed, páginas 21-22.
  48. Melvin D. Curry, Jehovah's Witnesses: The Millenarian World of the Watch Tower, Garland, 1992, citada por James Penton, Apocalypse Delayed, página 45.
  49. Watch Tower, 1916, tal qual citada por James Penton, Apocalypse Delayed, página 46.
  50. Watch Tower, 1916
  51. M. James Penton. Apocalypse Delayed: the story of Jehovah’s Wtinesses (em inglês).
  52. "New World Translation of the Christian Greek Scriptures", The Watchtower, September 15, 1950, page 320.
  53. Questions from readers, The Watchtower, December 15, 1974, page 767
  54. In a 1954 court case, Franz was invited to translate a passage of Genesis from English to Hebrew. (Translator's proof, page 102-103). He declined, saying he would not attempt it. Heather and Gary Botting wrongly claim (page 98) he could make no sense of "an elementary passage of Hebrew from Genesis".
  55. Raymond Franz. Crisis of Consicence (em inglês).
  56. 1 de abril de 1914, Watchtower
  57. Feb. 15, 1904 Watch Tower
  58. Zion's Watch Tower, August 1, 1898, p. 230, “The negro race is supposed to be descended from Ham, whose special degradation is mentioned in Gen. 9:22, 25.”
  59. Zion's Watch Tower, 15 de julho de 1902, p. 216, “While it is true that the white race exhibits some qualities of superiority over any other, we are to remember that there are wide differences in the same Caucasian (Semitic and Aryan) family; and also we should remember that some of the qualities which have given this branch of the human family its preeminence in the world are not such as can be pointed to as in all respects admirable....The secret of the greater intelligence and aptitude of the Caucasian undoubtedly in great measure is to be attributed to the commingling of blood amongst its various branches; and this was evidently forced in large measure by circumstances under divine control.”
  60. : Anuário das Testemunhas de Jeová 2012
  61. Conforme informação apresentada na página de estatísticas do site oficial
  62. Anuário das Testemunhas de Jeová 2012, páginas 48 e 49
  63. Anuário das Testemunhas de Jeová 2012, páginas 44 e 45
  64. Anuário das Testemunhas de Jeová 1997, páginas 128 e 135
  65. Anuário das Testemunhas de Jeová 2012, página 55

Ver também

Ligações externas

O Commons possui uma categoria com multimídias sobre Testemunhas de Jeová

Sites oficiais das Testemunhas de Jeová

   
               

 

All translations of testemunhas de jeová


sensagent's content

  • definitions
  • synonyms
  • antonyms
  • encyclopedia

  • definiçaõ
  • sinónimo

Dictionary and translator for handheld

⇨ New : sensagent is now available on your handheld

   Advertising ▼

sensagent's office

Shortkey or widget. Free.

Windows Shortkey: sensagent. Free.

Vista Widget : sensagent. Free.

Webmaster Solution

Alexandria

A windows (pop-into) of information (full-content of Sensagent) triggered by double-clicking any word on your webpage. Give contextual explanation and translation from your sites !

Try here  or   get the code

SensagentBox

With a SensagentBox, visitors to your site can access reliable information on over 5 million pages provided by Sensagent.com. Choose the design that fits your site.

Business solution

Improve your site content

Add new content to your site from Sensagent by XML.

Crawl products or adds

Get XML access to reach the best products.

Index images and define metadata

Get XML access to fix the meaning of your metadata.


Please, email us to describe your idea.

WordGame

The English word games are:
○   Anagrams
○   Wildcard, crossword
○   Lettris
○   Boggle.

Lettris

Lettris is a curious tetris-clone game where all the bricks have the same square shape but different content. Each square carries a letter. To make squares disappear and save space for other squares you have to assemble English words (left, right, up, down) from the falling squares.

boggle

Boggle gives you 3 minutes to find as many words (3 letters or more) as you can in a grid of 16 letters. You can also try the grid of 16 letters. Letters must be adjacent and longer words score better. See if you can get into the grid Hall of Fame !

English dictionary
Main references

Most English definitions are provided by WordNet .
English thesaurus is mainly derived from The Integral Dictionary (TID).
English Encyclopedia is licensed by Wikipedia (GNU).

Copyrights

The wordgames anagrams, crossword, Lettris and Boggle are provided by Memodata.
The web service Alexandria is granted from Memodata for the Ebay search.
The SensagentBox are offered by sensAgent.

Translation

Change the target language to find translations.
Tips: browse the semantic fields (see From ideas to words) in two languages to learn more.

last searches on the dictionary :

5206 online visitors

computed in 0.062s

   Advertising ▼

I would like to report:
section :
a spelling or a grammatical mistake
an offensive content(racist, pornographic, injurious, etc.)
a copyright violation
an error
a missing statement
other
please precise:

Advertize

Partnership

Company informations

My account

login

registration

   Advertising ▼